domingo, 20 de outubro de 2013

Ponto e virgula.

Realmente não sei para onde estou indo, não tenho ideia em que direção tudo isso pode me levar. 
São dias. Dias em que penso que você seria a pessoa perfeita para mim, que o que você é bastaria para me fazer sorrir todos os dias, para me fazer feliz. Mas isso é ilusório. Tenho receios que você não entenderia, medos que a vida me marcou e que nunca sumirão, quando dou um passo sinto a necessidade de voltar dez.
Um final de semana pode mudar tudo, talvez o que precisemos é de presença, de olhos nos olhos, de besteiras a se jogar conversa fora. Ou mesmo de tempo para enxergar o quão ilusório é tudo isso e encarar que a carência mútua gera tudo isso.
É melhor não esperar nada, quem espera muito se decepciona.

Mil cartas

Tantas portas eu abri Tentando te encontrar E tantas outras bati Para fingir que te esqueci. Tantas orações eu entoei Não ...