sábado, 1 de outubro de 2011

Só quem ama de verdade sente.




Só quem amou com pureza pode entender o que aqui há escrito.
Não esse amor carnal, impuro.
É uma chama morna que habita no coração, dessas que acalmam num dia de chuva, e nos fazem, em dias de verão, acender sorrisos.
Só quem já teve que esquecer um amor pode sentir palavras imcorporarem pessoas, momentos, lágrimas, silêncios. Saudade.

Só quem já amou de verdade guarda jóias dentro de si. Os momentos bobos e tão importantes. O que falaram. Os sorrisos. Os toques.

E isso frustra. Porque há tanto sentimento acalmado dentro de nós mesmos, que não podemos dar. Tantos sorrisos guardados, beijos trancados apenas á espera do momento certo que parece nunca chegar....
E vai transbordando, de gota em gota, escapando pelos olhos...

E por mais que tentemos essas letras não podem nem de longe explicar tudo isso.

Nenhum comentário:

Mil cartas

Tantas portas eu abri Tentando te encontrar E tantas outras bati Para fingir que te esqueci. Tantas orações eu entoei Não ...