sábado, 10 de setembro de 2011

O ato.










E nas escadarias em meio á faces lá estava ela, sentada com sua saia fitada.
Esperem um momento... Aquilo seriam ameaça de lágrimas?
Trilhos e trem. Multidões de histórias. Sua alma não estava ali.
Oh Deus, se ele saísse de um dos vagões e sorrisse para ela. Desejava que seus medos fossem mentira.

O ato.

Ela olha para o relógio.

Relembra sons de atos insanos. Talvez naquele instante já consumados.
E seu coração doía. Tão machucado. Cheio de retalhos.
Apenas mais uma história em meio á tantas outras. Apenas mais uma garota entre tantas.

Apenas mais um coração angustiado.




2 comentários:

Karine disse...

Oii queria só passar por aqui e recomendar um blog:
http://brunaalba.blogspot.com/
Ela esta iniciando agora, e bom, espero que possa dar uma olhadinha!
Deus abençoe

Evelyn Colaço . disse...

''Apenas mais uma história em meio á tantas outras.''

Apenas histórias que se topam meio-sem-querer pelo caminho, que tocam e as vezes ferem.

Querida Borboleta eu amo essa canção, ler o texto ao som da mesma foi como flutuar. Tão leve.

Abraços.

Mil cartas

Tantas portas eu abri Tentando te encontrar E tantas outras bati Para fingir que te esqueci. Tantas orações eu entoei Não ...