terça-feira, 6 de setembro de 2011

I'm Here.


 




Em uma madrugada qualquer o vi passar pela janela do carro. Apenas o silêncio.

E aquela cena insiste em perambular bêbadamente em minha mente, tropeçando em veias e já quase veio a cair na imensidão de meu coração. Oh Deus, não permita que ela caia no abismo.

Faço questão de que nossas lembranças sejam apenas doces. Aquelas que ainda suavisam como o vento de uma gostosa tarde de verão. 

Como dói suavizar tempestades. Há tanto amor dentro de mim apenas esperando o momento de finalmente esbrevejar com tal força que o mundo todo notaria nossa paixão. Nos perdoariam por todas as bobagens que seriam cometidas em frente á seus olhos. Sentiriam vontade de chamar por seus amores.

E essa garoa ás vezes se torna rebelde, tenta me lembrar do que eu mais quero esquecer. 

E eu apenas ficava olhando para ele sem controlar meu sorriso. Como era maravilhoso observar-te. Se ele soubesse. 

 Eu tenho um amor lindo. 

E em toas as minhas orações eu peço por ele. Não para que ele volte ou fique comigo. Mas apenas que ele fique bem. Seja lá a maneira. Imaginar seu sorriso já me é o bastante.

Eu tenho um amor lindo.

Nunca daria certo. Eu sei. 

Mas eu estarei aqui. Onde sempre estive á lhe esperar. Com um amor de tal maneira que aceita um adeus. Que ele seja breve e que a saudade lhe bata na janela, como uma pedrinha. E lhe faça acordar lembranças de dois corações que já se conhecem e anseiam por se encontrar. Seja qual for a maneira. Pois a nossa história não termina agora. Apenas uma pausa para o próximo capitulo.

Nenhum comentário:

Mil cartas

Tantas portas eu abri Tentando te encontrar E tantas outras bati Para fingir que te esqueci. Tantas orações eu entoei Não ...