terça-feira, 4 de janeiro de 2011

De repente tudo se fez luz. Pelo menos para ela parada quase tão distraidamente para notá-lo com seu jeito tão peculiar. Seus corpos exalavam magia. Eu senti. Quando segundos se tornam especiais. Quando seu fôlego escapava por entre seus lábios inundados. Como era difícil para ela manter-se calma e perfeitamente entediada como de costume ao ele passar. Um olhar fugitivo. Com seu alvo mais do que certo. Seu coração anseia, palpita,corre,descontrola,perde os sentidos ao ele passar completamente alheio. E o que ela apenas pode fazer é arriscar um olhar desconfiado. Com cuidado. Quando o que mais se anseia é ser notada. Receber um sorriso de boca. Um "oi" talvez. Saborear sua voz. Conhecer seus sonhos. Seus desejos ocultos. Contar-lhe segredos. Rir daquela forma quando se está apaixonada. Ah... aquele riso morno que sai das profundezas do coração, faz cambalhota na garganta e explode em pequenas doses de alegria entre os lábios.

Um comentário:

Caroline ; disse...

caralho que teexto lindo ... amei, agr te sigo e indico ! *-*

Mil cartas

Tantas portas eu abri Tentando te encontrar E tantas outras bati Para fingir que te esqueci. Tantas orações eu entoei Não ...