quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Máscaras e incidências.

Tá certo, esse negócio de "mascarados" já está fora de moda. Pelo menos aqui . Mas tem lá seu atrativo,concorda? O tal mistério por trás daqueles olhos tão negros, o cabelo tão sedoso que brinca com o vento.
Mas em um  baile de máscaras isso seria mais do que necessário. 
Essa ideia é bem a cara de Mila. Não era surpresa. Convidar gente estranha tanto para mim quanto para ela também não me surpreendia. Fazer amizades novas era sua maior felicidade.
Outro ponto alto de estar mascarada é que ninguém vai te conhecer, certo? Se bem que como disse á pouco, grande parte dos vestidos esvoaçantes e dos ternos muito bem alinhados nunca me viram antes. Isso era ótimo. Não que pretendesse... Não... Bem,certo. 
Não me pergunte quem era aquele tal de cabelos louros, com ar de atrevido ( talvez por me confundir com alguma... Digamos... "namorada"), com a camisa entre-aberta (o que é um certo "atentado" para mim e para o mundo feminino em geral) ,que bruscamente, sem prévio aviso, me abraçou por trás com mais facilidade por estar com uma máscara de elástico. Bem, por que não lhe dei um punho na cara? Por que só tinha uma das mãos livres. Tenho quase plena certeza disso... Não tanto agora que ele está á minha frente com um sorriso mais formoso, me pedindo desculpas e me erguendo o braço para uma valsa.

Um comentário:

Mimo Chic disse...

Va n quanto tempo , vc estava meio sumida!!!
Estamos com saudades, foi umpresente que li hj aqui, bjs obrigada, te espero nos mimos...
Lulu & Sol

Mil cartas

Tantas portas eu abri Tentando te encontrar E tantas outras bati Para fingir que te esqueci. Tantas orações eu entoei Não ...